Imóvel Comercial – A valorização está na manutenção

Valorizando seu Imóvel Comercial

O engenheiro Robert Selke, diretor da Kiir, empresa especializada em recuperação de fechadas, ensina como manter a valorização de prédios e condomínios.

Manter a valorização dos imóveis no mercado é uma preocupação permanente de síndicos e administradores de prédios comerciais, afinal, a desvalorização pode implicar na perda de interesse de potenciais condôminos e, consequentemente, em queda de faturamento.

Os fatores que determinam a valorização de um imóvel são inúmeros. Um detalhe simples, como o estado de conservação da fachada, por exemplo, pode ser o bastante para criar uma diferença de preço entre dois edifícios semelhantes.

“Existem muitas formas de valorizar um imóvel. A maioria das soluções é simples e, com um pouco de planejamento, podem ser adicionadas ao calendário dos condomínios sem causar transtornos aos usuários”, diz Robert Selke, diretor da Kiir, empresa especializada na recuperação de fachadas, atuante há 25 anos no mercado nacional de construção civil.

Abaixo, confira 10 dicas importantes listadas pelo especialista da Kiir que podem contribuir para valorizar um imóvel acima do seu custo de mercado.

 1 – Instale vidros de alta performance

Vidros de alta performance são conhecidos por melhorar o conforto térmico de um edifício, uma vez que suas superfícies recebem a aplicação de finas camadas refletivas de alta resistência. Essa melhoria impacta na redução do calor e da luz que penetra no ambiente. Além do conforto térmico, os vidros de alta performance racionalizam o uso da iluminação e valorizam o aspecto estético das edificações.

2 – Observe as saídas de ar

As instalações de ar condicionado podem ocasionar um aumento expressivo da conta de energia elétrica, sobretudo em prédios antigos. Isso acontece porque durante a instalação dos aparelhos de ar condicionado, pode não ter sido realizada uma vedação correta entre as janelas, o que ocasiona um aumento da troca de calor com o ambiente externo. Portanto, é muito importante observar as saídas de ar. Seja de janelas, vidraças, persianas ou venezianas.

3 – Invista no Sistema Retrofit®

Retrofit significa modificar algo que já está construído. Falando especificamente de imóveis, trata-se de promover mudanças internas e externas que aprimorem a performance de uma construção. A técnica pode ser aplicada em qualquer imóvel que tenha a partir de 30 anos e colabora de forma muito significativa para a sua valorização. Algumas das vantagens de apostar nesta tecnologia são: redução no consumo de energia, custos de aquecimento, refrigeração e iluminação dos edifícios; diminuição da penetração de umidade e mofo; atualização para acessibilidade e maior segurança; mais sustentabilidade e menor impacto ambiental; isolamento acústico do ambiente, entre outras.

4 – Cuidado com a fachada

Não adianta ter um interior do prédio bonito, bem cuidado, com temperatura agradável e com soluções sustentáveis, se a área externa está feia e mal cuidada. Ela é a primeira impressão do visitante, a vitrine do prédio. Muitas vezes, a má aparência de um imóvel é o suficiente para desvalorizá-lo e colocá-lo a um preço bem menor em comparação às outras edificações semelhantes.

5 – Reformas de áreas comuns

Muitas vezes, as áreas comuns de prédios antigos caem no esquecimento. Ao longo dos anos, os ambientes apresentam a mesma decoração antiga, os mesmos móveis desgastados e a mesma pintura antiquada. Além da parte exterior, é importante ter áreas comuns atraentes.

6 – Atenção para o impacto ambiental

A população está cada vez mais consciente do impacto de suas ações no meio ambiente. Desta forma, hoje são mais valorizados empreendimentos que utilizam soluções ecologicamente corretas, incluindo separação de lixo e coleta seletiva, sistemas de reaproveitamento de água e economia de energia elétrica, entre outras iniciativas.

7 – Observe encanamentos e fiação elétrica

Muitos prédios antigos possuem instalações elétricas e hidráulicas construídas de forma precária. A fiação elétrica, bem como os encanamentos, sejam eles antigos ou não, devem ser inspecionados anualmente, para que seja feita manutenção ou troca, caso seja identificado algum tipo de problema.

8 – Verifique os aspectos da segurança

É importante manter em dia a manutenção de itens de segurança, como câmeras e sensores de alarme. Além disso, é imprescindível verificar a performance dos elevadores, o bom estado dos sistemas de segurança contra incêndio, as sinalizações e o para-raios.

9 – Invista em acessibilidade

Um item comumente negligenciado em alguns edifícios, mas que é muito importante para a valorização de um imóvel é a questão da acessibilidade. É imprescindível que prédios garantam o acesso de pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida. Em prédios mais antigos, que não têm estrutura de rampas ou plataformas, é preciso buscar soluções diferentes.

10 – Observe a vedação contra água e ar

Infiltração e mofo são as principais causas de dor de cabeça para administradores de prédios, já que se trata de uma questão que pode comprometer a saúde e até a estabilidade dos imóveis. Aliás, mais da metade dos problemas com pintura surge por causa da impermeabilização irregular dos edifícios. Portanto, esteja atento para evitar problemas com infiltrações, bolor e deterioração do edifício.

 

Fonte: SEGS

Written by 

O Grupo Granada Negócios Imobiliários é uma Empresa do ramo imobiliário que atua na região do Vale do Paraíba SP e tem sua sede em São José dos Campos.

1 thought on “Imóvel Comercial – A valorização está na manutenção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: